Partidas e Chegadas no Japão, Vistos

Partidas e Chegadas no Japão, Vistos

Preparações antes de viajar

Quando se pretende viajar para o Japão, terá que haver uma candidatura para se obter um visto na Embaixada ou Consulado Japonês. Os vistos são geralmente uma espécie de selo ou autocolante que será anexado ao passaporte. Obter um visto não significa entrada imediata no Japão, já que é sempre efectuado, aquando da entrada no país, um controlo rigoroso pelos Serviços de Imigração.

66 países, incluindo 8 asiáticos, 2 da América do Norte, 12 da América Central e do Sul, 2 do Pacífico, 2 do Médio-Oriente, 3 Africanos e 37 Europeus, podem usufruir de uma estadia curta no Japão, sem necessitar de visto, para fins profissionais, assistir a uma conferência, lazer, ou visitar amigos e/ou familiares (isto acontece desde Julho de 2013 e as condições diferem de país para país). Estas estadias curtas isentas de visto podem durar até 15 dias para habitantes da Tailândia e do Brunei, e até 90 dias para habitantes de outros países. As regras e restrições destas isenções de visto podem ser consultadas no site do Ministério de Negócios Estrangeiros.

Entrada em território Japonês

Os passaportes (com autocolantes de visto) e um cartão "ED" (ED Card - cartão de partida e chegada) devem ser apresentados aos agentes dos Serviços de Imigração no aeroporto. Os cartões ED são facultados em voos para o Japão e também podem ser encontrados no aeroporto. Estes devem ser preenchidos com o nome, sexo, data de nascimento, número do passaporte, detalhes de voo, etc., antes de se chegar à fila dos agentes dos Serviços de Imigração.

Os mesmos irão verificar a identidade da pessoa através da fotografia do seu passaporte. É feita também uma verificação de entradas prévias no Japão e é verificada a elegibilidade para entrar ou não no país. A validade do passaporte também é verificada e pode ser recusada a entrada caso a validade possa expirar enquanto ainda estando no país. Uma vez verificados estes requisitos, a autorização é dada pelo agente através de um autocolante de permissão que é afixado no passaporte. Depois, é necessário passar pelo controlo da alfândega, quarentena e inspeções de bagagem para depois se poder sair do aeroporto.

Um sistema chamado J-BIS foi introduzido pelo Serviço de Imigração e implementado nos maiores aeroportos e até portos navais do Japão desde 2007. Este aparelho está montado nas cabines do Serviço de Imigração e tira uma fotografia facial, recolhe impressões digitais do dedo indicador, efetuando depois uma comparação com os dados registados no sistema do Serviço de Imigração.

Autocolante de permissão de desembarque e selo de partida carimbado por um agente dos Serviços de Imigração

Partida do Japão

Os mesmos procedimentos em termos de inspeção de bagagens, quarentena e controlo alfandegário são efetuados aquando da partida do Japão. No Serviço de Imigrações, é necessário apresentar o bilhete de embarque, o passaporte e o cartão ED para se poder receber o selo no passaporte que permite sair do país.

Referência URL

Site do Ministério dos Negócios Estrangeiros

http://www.mofa.go.jp/mofaj/index.html(versão em Japonês)
http://www.mofa.go.jp/j_info/visit/visa/(versão em Inglês)